Não categorizado

HOMICIDA DE SÃO JOÃO DA PESQUEIRA NÃO TERÁ MOSTRADO ARREPENDIMENTO

Manuel Baltazar foi presente a tribunal para primeiro interrogatório judicial e eventual aplicação de medidas coativas em São João da Pesqueira. O suspeito passou a noite no Estabelecimento Prisional de Vila Real, depois de ter sido ouvido nas instalações da Polícia Judiciária na mesma cidade.
Segundo apuramos, o foragido encontra-se bastante debilitado fisicamente e não terá mostrado sinais de arrependimento do crime.
O inspetor-geral da PJ, António Torgano, afirmou esta manhã aos jornalistas que a operação policial desenvolvida nos últimos 34 dias “teve como objetivo garantir a segurança da comunidade e proceder à localização e detenção do suspeito com vida”.
A Polícia Judiciária e a GNR juntaram-se, em Vila Real, para explicarem a operação que levou à detenção do suspeito de um duplo homicídio e que teve como objetivo a sua captura “com vida. Refiro, com vida, no sentido de o apresentar à justiça”, salientou o responsável”.
Esta quinta-feira, os responsáveis pela Unidade Local de Investigação Criminal da PJ de Vila Real e do Comando Territorial da GNR de Viseu chamaram os jornalistas para uma declaração, sem direito a perguntas, alegando que a investigação ainda está a decorrer e está sujeita ao segredo de justiça.

Author Since: Jul 05, 2018

Related Post