Não categorizado

CHEFE DE DIVISÃO DESPEDIDA E OBRIGADA A RESTITUIR 90 MIL EUROS

Uma funcionária da Câmara Municipal de Cinfães foi despedida e obrigada a restituir mais de 90 mil euros aos cofres da autarquia. A trabalhadora, arquiteta de profissão e que tinha, entre outras, funções de fiscalização de obras (Chefe de Divisão), foi alvo de um processo disciplinar. Em causa, estarão trabalhos pagos através de fundos comunitários e que não terão sido executados. A situação terá sido descoberto no seguimento de uma auditoria pedida pela Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa à qual pertence o município de Cinfães. Os factos recolhidos durante o processo disciplinar, e segundo o instrutor deste processo, “podem consubstanciar, também, a prática de ilícitos criminais, e deve ser dado conhecimento dos mesmos à Digníssima Procuradora da República, para os devidos e legais efeitos”, conforme se pode ler na ata pública da reunião do executivo onde o caso foi dado a conhecer.


JC

Author Since: Jul 05, 2018

Related Post