Não categorizado

11 MILHÕES DE EUROS PARA LAMEGO

A autarquia de Lamego esperava conseguir financiamento para obras no valor de 18 milhões de euros, mas acabou por conseguir 11 milhões. De fora ficou a regeneração do Bairro da Ponte, um dos mais típicos da cidade. “Não foi considerado elegível e a meu ver mal porque tinha, pelo menos, duas componentes que poderiam ser avaliadas. Trata-se de um bairro típico e tem zona ribeirinha”, lamenta Francisco Lopes.
Segundo o autarca lamecense, ainda está também em “dúvida” a elegibilidade do túnel que a Câmara pretende construir por baixo da escadaria da Nossa Senhora dos Remédios para evitar a travessia e o congestionamento da EN2. Francisco Lopes anuncia que o PEDU vai contemplar investimentos na área da inclusão com intervenções em dois bairros, enquanto que no âmbito da regeneração urbana será requalificado algum edificado da autarquia.
Na área da mobilidade está prevista a criação de dois “interfaces” para impulsionar a mobilidade suave e os transportes públicos. Projetos que, refere o autarca, estão incluídos porque fazem parte dos pressupostos do PEDU mas que para a cidade de Lamego não são os mais necessários como, por exemplo, em cidades europeias que são igualmente contempladas com este programa de investimento.

Author Since: Jul 05, 2018

Related Post